RH

Recursos Humanos: 5 dicas para uma seleção de candidatos assertiva

O cenário atual do nosso mundo globalizado requer mais precisão no mundo corporativo, com cada vez mais acertos e menos perda de tempo. No RH não é diferente: um dos maiores desafios é saber como contratar o funcionário ideal com mais eficácia.

Mas o que torna o processo de recrutamento e seleção efetivo? Investir em inovações ou apenas “contratar caráter e treinar habilidades”, como tem sido muito falado?

Essas e outras possibilidades podem andar juntas quando o RH segue essas dicas para seleção de candidatos.

1 – Planejamento da vaga

O papel do setor de recursos humanos é fundamental, já que ele é o responsável por encontrar e desenvolver talentos. Esse contato começa desde a elaboração da vaga, passando pela divulgação e comunicação com possíveis candidatos.

Pré-requisitos, detalhamento da função, necessidades, desafios e outras particularidades da vaga e da empresa são informações que precisam ser organizadas antes da distribuição do anúncio.

2- Perfil do candidato, da vaga e da empresa

É necessário estar atento ao perfil dos candidatos logo na triagem para evitar perda de tempo de todos os envolvidos no processo. Essa dica é uma consequência do item anterior, o planejamento, mas podem acontecer falhas dependendo da distribuição.

Avalie ainda a identificação com o perfil e identidade da empresa para evitar a rotatividade e insatisfação de todas as partes.

3- Procure por recém-formados

A grande vantagem de buscar talentos entre os recém-formados é que eles costumam ter muita sede de conhecimento, aprendizagem e senso de colaboração. Isso resulta em maior adaptação e aceitação da cultura da empresa.

No início do artigo falamos em treinar habilidades e os recém-formados são ótimos exemplos para ilustrar que competências técnicas são mais fáceis de moldar.

4 – Contratação interdisciplinar

Localizar os perfis de funcionários ideais para as vagas disponíveis pode ser uma tarefa bem-sucedida ao olhar para outras especialidades. É uma tendência muito comum, por exemplo, entre os formados em engenharia, que comumente ocupam posições estratégicas.

Necessidades e desafios da vaga podem determinar essa mudança. Exemplo: uma posição no marketing pode se beneficiar mais com um especialista em atendimento ao cliente do que com mais um analista de marketing, dependendo da vaga.

5- Condução de entrevistas

Outra atual tendência para um excelente recrutamento é deixar para trás as decisões baseadas em subjetividade nem entrevistas. Por isso a preparação para entrevistas deve ser também do recrutador e da gestão do RH, que vai fornecer o planejamento de recrutamento e seleção.  

Para seguir essas dicas é preciso dedicar tempo para organizar e desenvolver as estratégias e estruturação. Por isso o investimento em tecnologia é um braço forte do RH que precisa economizar tempo, dinheiro e garantir a satisfação entre colaboradores e empresa.

Sobre o autor

Marcelo Braga

Marcelo Braga

Fundador e Diretor Executivo da REACHR. Headhunter desde 2000 (Sócio Fundador da SEARCH, Ex-Sócio Sênior da FESA e Ex-Consultor Michael Page). Anteriormente na indústria automotiva (General Motors e Plascar). Engenheiro Químico – Unicamp e Pós-graduado em Administração de Empresa pela FGV.

Deixar comentário.

Navegação