Dicas

Por que você precisa investir na saúde dos funcionários?

O comprometimento da empresa com a saúde dos funcionários pode ser apontado como um dos principais fatores de retenção, desenvolvimento e motivação. Isso porque ninguém consegue ser produtivo e tomar boas decisões enquanto está doente.

É preciso entender que os cuidados com a equipe vão muito além dos exames ocupacionais (admissão, demissão etc). E, embora o plano de saúde seja primordial, existem ações que potencializam o retorno sobre esse investimento.

Foi pensando na importância que o colaborador tem para o crescimento de um negócio, que dedicamos este post. Entenda por que investir na saúde do colaborador!

É melhor prevenir do que remediar?

Você já parou para pensar qual é o valor de um funcionário afastado por motivos de doença? Pegue já o papel e caneta para fazer as contas e descobrir que é muito mais barato (e melhor para a imagem da organização) prevenir do que remediar.

É essa preocupação que vai trazer segurança para a organização, que deve se precaver contra processos trabalhistas, indenizações e outros. Sendo assim, é preciso entender que o valor gasto com a saúde não é desperdício, e sim investimento.

Para se ter uma ideia, é calculado que a cada 1 dólar investido em prevenção, obtém-se um retorno de 4 dólares para a empresa. Esse valor é alcançado devido ao aumento da produtividade e da satisfação do profissional.

Para quem não conhece a pirâmide das necessidades de Maslow, a segurança no local de trabalho e a saúde ocupam o segundo lugar na hierarquia, ficando atrás apenas das necessidades fisiológicas. Dessa forma, os colaboradores só serão motivados com determinadas ações caso a saúde esteja garantida.

Com o plano de saúde e o acompanhamento adequado, fica mais fácil de controlar os afastamentos por motivos de doenças. Outro ponto positivo é a redução de gastos como encargos com advogados, tratamentos e de prejuízos relacionados a queda na produção.

Como cuidar da saúde do funcionário no dia a dia?

Existem práticas simples e de baixo custo que podem ser aplicadas no dia a dia da empresa. Além de melhorar a saúde e evitar complicações legais, essas práticas contribuem para direcionar a cultura da organização para a conscientização.

Direcione as ações do SIPAT

A Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho é obrigatória para todas as empresas, independentemente do número de colaboradores. Nessa semana, que pode acontecer em qualquer época do ano, devem acontecer palestras, gincanas e demais ações de prevenção.

Para conseguir obter um bom retorno, a dica é mapear os principais problemas de saúde e acidentes encontrados no decorrer do ano. A partir deste levantamento, devem ser desenvolvidas ações que conscientizem e incentivem o funcionário a cuidar das condições físicas e mentais.

Cuide do clima organizacional

Trabalhar em um local onde o clima não é agradável e onde as relações de trabalho são ruins pode causar adoecimento no colaborador. O grande número de afastamentos e faltas podem ser um indicativo de que algo não está bem na equipe.

As pesquisas de clima são aliadas dos gestores, que devem identificar os problemas e agir corretivamente sob esses obstáculos.

Cuide da ergonomia

Disciplinar a equipe e desenvolver técnicas de adaptação do profissional com seu trabalho, garantindo a melhor e mais segura forma de desempenhar uma atividade é trabalho da ergonomia.

A empresa que se preocupa com isso conta com um maior bem-estar do grupo, maior produtividade e menor número de afastamentos por LER/DORT. Envolve aspectos físicos, cognitivos e organizacionais.

Além dessas dicas, o gestor também pode investir na ginástica laboral, adaptar o ambiente de trabalho conforme cada função, fazer um rodízio de tarefas e respeitar os horários de intervalo. Todo esse cuidado rende bons frutos para a saúde e segurança do capital intelectual.

Como vimos, a saúde dos funcionários é influenciada muitos fatores, assim como a motivação. Para melhorar seu rendimento e ter mais chances de ser promovido, confira nosso post com dicas pra aumentar a motivação no trabalho e na vida pessoal.

 

Sobre o autor

Marcelo Braga

Marcelo Braga

Fundador e Diretor Executivo da REACHR. Headhunter desde 2000 (Sócio Fundador da SEARCH, Ex-Sócio Sênior da FESA e Ex-Consultor Michael Page). Anteriormente na indústria automotiva (General Motors e Plascar). Engenheiro Químico – Unicamp e Pós-graduado em Administração de Empresa pela FGV.

Deixar comentário.

Navegação