RH

As pessoas trabalham melhor sob a supervisão de robôs, mostra estudo

Vamos falar sobre o climão que está afetando o ambiente: a presença de um robô. É isso que fizeram cientistas da Universidade Clermont Auvergne, na França. Em estudopublicado no periódico Science Robotics, eles contam que, durante um experimento, os humanos se saíram melhor em suas tarefas quando havia um robô presente na sala.

Os pesquisadores recrutaram 58 estudantes da universidade para participar do teste Stroop, tipo de ferramenta que ajuda a testar o foco e a agilidade das pessoas. O experimento ocorre da seguinte forma: nomes de cores são apresentados aos participantes, no entanto, cada uma das palavras possui uma cor diferente. A palavra “vermelho” pode estar colorida de azul, enquanto o “azul” pode estar colorido de preto, por exemplo. A ideia era que os alunos indicassem os nomes das cores em cada uma das palavras.

 

No teste Stroop, quanto mais rápida a resposta, melhor será o desempenho dos envolvidos. Após participarem da tarefa uma primeira vez, os alunos tiveram que a realizar em um segundo momento, enquanto eram observados por um robô humanoide chamado Meccanoid a 1,5 metro de distância.

Pouco antes do começo da segunda fase da experiência, os alunos puderam conhecer o robô. Alguns grupos o pegaram de bom humor, falando que “já gostava muito” das pessoas da sala. Outros tiveram que lidar com o Meccanoid fazendo comentários desagradáveis como “eu não valorizo a amizade”. 

O resultado foi curioso: as pessoas que interagiram com o robô quando ele estava de bom humor tiveram performances parecidas nos dois testes. Já aqueles que pegaram o Meccanoid em um momento ruim, terminaram o segundo experimento muito mais rápido do que a primeira vez.

“Quando estávamos fazendo o experimento, vimos como uma pessoa podia ser emocionalmente impactada pelo robô”, disse Nicolas Spatola, autor do estudo e professor de psicologia da Universidade Clermont Augvergne, em entrevista à revista Wired

Vale notar que a pesquisa foi realizada a partir de uma amostra pequena de pessoas e outras análises seriam necessárias para afirmar que os robôs de fato impactam no comportamento humano. Mas como ressalta Spatola: “Como o robô às vezes é mau, a tendência é que você observe seu comportamento e movimentos com mais cautela porque ele se torna mais imprevisível”.

 

Fonte: https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2018/08/pessoas-trabalham-melhor-sob-supervisao-de-robos-mostra-estudo.html

Sobre o autor

Imprensa

Imprensa

Conteúdos desenvolvidos por terceiros.

Deixar comentário.

error: Content is protected !!
Navegação